HISTÓRIA DO 1988 CHEVROLET VERANEIO DE LUXO A10

O Chevrolet Veraneio foi um utilitário esportivo (SUV) produzido pela Chevrolet do Brasil de 1964 a 1994, desenhada por Luther Stier, inspirado na Chevrolet Suburban americana. Em 1969, surgiu, enfim, o nome Veraneio para a perua C-1416. O modelo dispunha de quatro portas e podia acomodar até nove pessoas. O motivo principal do sucesso desse automóvel foi sua utilização como viatura de polícia, e em alguns casos também, como ambulância, já que era o único veículo desse porte produzido no país. Também foi amplamente utilizado no meio civil.

A carroceria original foi produzida até 1989, quando foi ré estilizada para acompanhar as caminhonetes da Série 20. Somente em 1981 ela passou a ser equipada com o motor 4.1 de seis cilindros do Opala, a gasolina ou a álcool. A grade passou a ser quadriculada.

Em 1985, as picapes C/A/D10 saíram na frente da Ford e ganharam um novo visual, mais reto e liso, com faróis quadrados (emprestados do Opala), alinhados com a grade e luzes de direção envolventes.

As letras já representavam o combustível desde a primeira carroceria: D para diesel e A para álcool. Só a picape a gasolina manteve a letra C para continuar fiel ao antigo nome (C10). Já o número se referia à capacidade de carga em libras (1.000 LB = 600 kg e 2.000 LB = 1.100 kg). Assim, os três combustíveis ganharam 2 mil libras o nome 20, se chamando A20, C20 e D20. A nova geração chegou a ter a A10 e C10, mas logo saiu de linha. No ano seguinte foi lançada a versão de cabine dupla.

Em 1994, diante de modernas SUVs importadas como a Jeep Cherokee e a Ford Explorer, entre outras, a Veraneio já se mostrava obsoleta, saiu de linha tendo como substituta a Chevrolet Blazer, que também substituiu a Bonanza.

O interior era simples, mas com bom acabamento. O painel contínuo incluía velocímetro em semicírculo e marcadores circulares. No lado do carona, o porta-luvas acompanhava o desenho do quadro de instrumentos. O volante era típico da época: fino, grande, miolo horizontal e semi-aro interno em metal para a buzina.

Cinquenta anos depois do seu lançamento e vinte após o fim da produção a Chevrolet Veraneio parece deixar saudades só nos compradores que fizeram jus ao seu nome de fantasia.

Escrito por: Juliana Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s