HISTÓRIA DO 1998 CHEVROLET ÔMEGA CD 4.1

Lançado em 1968, o Chevrolet Opala é até hoje uma referência nacional de status, prestígio e até esportividade. A versão brasileira do Opel Rekord deixou uma legião de apaixonados ao sair de linha, em 1992. Com a volta dos importados, o substituto deveria não só honrar seu legado como arcar com os novos padrões dos rivais estrangeiros.

Esse desafio coube ao Ômega. Ele equivalia ao Opel de mesmo nome, lançado em 1986 após duas gerações de Rekord não produzidas aqui, enquanto o Opala era remodelado e atualizado na mecânica.

O 4.1 do Opala, reformulado pela Lotus e com injeção eletrônica e 168 cavalos, substituiu o 3.0 e o 2.0 a gasolina virava 2.2, com 116 cavalos. O CD 4.1 recebia aerofólio, imitação de madeira em painel e portas, retrovisores eletrônicos e novas rodas. 

O interessante da versão CD é que o Chevrolet Ômega podia ter transmissão manual de cinco marchas ou automática com quatro.

Escrito por: Juliana Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s