HISTÓRIA DO 1978/79 VOLKSWAGEN FUSCA 1300

O Fusca (no Brasil) ou Carocha (em Portugal) foi o primeiro modelo de automóvel fabricado pela companhia alemã Volkswagen. Foi o carro mais vendido no mundo ultrapassando em 1972 o recorde que pertencia até então ao Ford Modelo T, de origem estadunidense. O primeiro modelo bi-diesel, da década de 40 ficou para a história por ser segmentado. O último modelo do VW Sedã (nome que o veículo recebeu no México) foi lá produzido em 2003. Ele era parte de uma edição comemorativa chamada Última Edición, limitada a 3.000 carros. O último exemplar marcou o fim da longa produção de 65 anos do Fusca, durante a qual foram fabricados 21.529.464 unidades, números que fazem dele o modelo único mais produzido do mundo em todos os tempos.

Concebido para ser um automóvel acessível para as famílias alemãs e, com isso, reaquecer a economia que estava em frangalhos pós Primeira Guerra Mundial, a Volkswagen também assumiu o papel de carro do povo aqui no Brasil. O projeto coordenado por Ferdinand Porsche demorou três anos e 40 protótipos até atender aos requisitos pré-estabelecidos por quem o encomendou: Adolf Hitler.

Desde o seu lançamento em 1935, 24 anos foram necessários até o Fusca ganhar passaporte brasileiro. Em 3 de janeiro de 1959 sua produção teve início na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) e tão logo virou símbolo nacional. Quando o assunto era comprar um carro novo ou usado com pouco investimento, não era incomum ouvir a frase “compra um fusquinha”. O carro era (é) valente, IPVA barato, manutenção fácil, rápida e cabia no bolso de todos. Por esses e outros motivos o Volkswagen Fusca popularizou e ainda hoje tem espaço cativo na frota nacional, seja como carro de uso das famílias ou como relíquias de exposição de tão perfeitos e conservados.

Quantos carros são dignos de uma data em sua homenagem? Pois é… o Volkswagen Fusca tem até para emprestar: em 20 de janeiro é comemorado o Dia Nacional do Fusca enquanto em 22 de junho é celebrado o Dia Mundial do Fusca.

A Interlakes tem a satisfação de retratar essa história eternizando o Volkswagen Fusca 1300 L 1978 nesta arte exclusiva. Com o motor 1.3l, o fusquinha rendia 46 cavalos e 9.1 KGFM. Como diferencial esta versão “L”, que indicava uma versão luxo, trazia algumas discretas modificações em seu visual. Na versão de 1978 o bocal do tanque foi transferido de dentro do porta-malas para a lateral do veículo. Nesta época o fusquinha ainda reinava absoluto com a concorrência do Fiat 147 em 1976, que ainda tinha muito a evoluir no sistema de câmbio.

Com quase 22 milhões de unidades produzidas no mundo todo, o Volkswagen Fusca é presença cativa na vida e na memória de muita gente. 

Para os brasileiros, o Dia do Fusca ocorre todo dia 20 de janeiro, sendo, em vários centros urbanos, comemorado com eventos e festas por amantes e colecionadores deste modelo.

Escrito por: Juliana Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s